Curiosidades

Nunca é tarde para aprender. Vais descobrir um mundo de informação.

3 – História do Dia do Trabalhador:

Fica uma nota, a pedido do vosso colega Guilherme (5.º B)

História do dia do trabalhador

No dia 1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho. A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários.

Mas os trabalhadores não se deixaram abater, todos achavam que eram demais as horas diárias de trabalho, por isso, no dia 5 de Maio de 1886, quatro dias depois da reivindicação de Chicago, os operários voltaram às ruas e foram novamente reprimidos: 8 líderes presos, 4 trabalhadores executados e 3 condenados a prisão perpétua.
Foi este o resultado desta segunda manifestação.

A luta não parou e a solidariedade internacional pressionou o governo americano a anular o falso julgamento e a elaborar novo júri, em 1888. Os membros que constituíam o júri reconheceram a inocência dos trabalhadores, culparam o Estado americano e ordenaram que soltassem os 3 presos.

Em 1889 o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1º de Maio, como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. E, em 1890, os trabalhadores americanos conquistaram a jornada de trabalho de oito horas.

116 anos depois das grandiosas manifestações dos operários de Chicago pela luta das oito horas de trabalho e da brutal repressão patronal e policial que se abateu sobre os manifestantes, o 1º de Maio mantém todo o seu significado e actualidade.

Nos Estados Unidos da América o Dia do Trabalhador celebra-se no dia 3 de Setembro e é conhecido por “Labor Day”. É um feriado nacional que é sempre comemorado na primeira segunda-feira do mês de Setembro e está relacionado com o período das colheitas e com o fim do Verão.

No Canadá este feriado chama-se “Dia de Oito Horas”. Tem este nome porque se comemora a vitória da redução do dia de trabalho para oito horas.

Na Europa o “Dia do Trabalhador” comemora-se sempre no dia 1 de Maio.

E, se quiserem ver em video:

http://www.youtube.com/watch?v=Xn1BS5pUQe0&feature=fvsr

2 – A vida de um cavaleiro medieval:

A juventude: Por volta dos sete anos, o futuro cavaleiro era enviado pelo seu pai, um nobre, para o castelo de outro nobre, onde iria começar a sua aprendizagem. O jovem fidalgo começava por ser pajem de outro cavaleiro e entre os 14 e os 21 anos de idade, tornava-se escudeiro. Durante todo esse período, ia aprendendo a arte de guerrear até que, por volta dos 21 anos de idade, era armado cavaleiro.

Na guerra: O cavaleiro dedicava grande parte do seu tempo a lutar pelo rei quando tal era necessário. Por isso, uma boa parte da sua vida era passada em batalhas, combatendo os inimigos do seu senhor. O cavaleiro tinha uma armadura muito pesada que demorava cerca de uma hora a ser vestida. Como ele tinha o pajem às suas ordens, este ajudava-o a vestir-se e o escudeiro preparava as armas mantinha-as sempre em boas condições. Nas batalhas, o cavaleiro combatia normalmente a cavalo. Quando era derrubado, continuava a lutar de pé, o que se tornava mais difícil por causa do peso da armadura.

A seguir, podes ver um pequeno filme sobre como se armava um cavaleiro:

1 – As canetas:

Os instrumentos mais utilizados para escrever, desde a Idade Média até ao início deste século,  foram simples penas de ave talhadas. Mas a sua rápida degradação levou a que se procurassem alternativas mais duráveis. As primeiras referências a tentativas de fazer plumas em metal remontam ao Século XV, mas até ao Século XVIII só foi possível produzir pesadas réplicas das penas de ave, inadequadas para uma produção em massa. Só com a utilização do aço, no Século XIX, é que os aparos metálicos se generalizaram. Ainda assim, a sua ponta gastava-se depressa demais, pelo que se começou a utilizar o rubi na ponta dos aparos para que estes durassem mais, o que tornava esses aparos muito caros. A descoberta do irídio, do ródio, do ósmio e do paládio, metais especialmente resistentes que substituiam o rubi, permitiu finalmente a produção em massa de aparos duradouros e acessíveis. Para assegurar uma vida ainda maior a aparos de alta qualidade, o ouro começou a ser usado em substituição do aço. Mais.

33 respostas a Curiosidades

  1. Inês diz:

    Olá prof secalhar aqui nesta página podia falar um pouco sobre os Relógios de Sol.

  2. debora diz:

    Professora obrigada por ter posto a historia do dia do trabalhador.

  3. Inês diz:

    A noticia do Dia do Trabalhador está muito completa.Obrigada Prof por escrever e Guilherme por ter pedido à prof para pôr.

  4. Guilherme diz:

    A história do dia do trabalhador está muito gira!

  5. Guilherme diz:

    visitem por favor este site traz muita informaçao:
    http://passadocurioso.blogspot.com/

  6. António da Bernarda diz:

    stora a história das canetas está muito fixe!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. melissa diz:

    continuo atenta ás curiosidades!

    Professora continue a por varias curiosidades, quero ver mais coisas!!!

  8. André 5ª B diz:

    Continuo atento nas curiosidades (apesar de ainda não ter mais nada)

  9. beatriz santos 5ºA Nº3 diz:

    Adorei o vídeo do cavaleiro,não sei é com é que eles aguentavam com tanta armadura,se fosse eu já tinha caído para o lado,ou mesmo para trás.

    Parabéns professora!!!

  10. David, nº6, 5ºA diz:

    É impressionante como era antigamente! As pessoas tinham de combater com isto!!!
    O vídeo está muito giro.

  11. melissa diz:

    Deve ser um bocado complicado aguentar com a armadura. Foi espetacular!! :)

  12. filipa ferraz diz:

    o video do cavaleiro e muito giro =)

  13. debora 5ºB diz:

    O video do cavaleiro está muito fix!!!!

  14. diogochendo diz:

    o video do cavaleiro esta muito muito fixe

  15. diogochendo diz:

    o video do cavaleiro es muito muito fixe

  16. Margarida diz:

    bem o video sobre a historia de um cavaleiro medieval esta muito fixe

  17. debora e diana diz:

    professora estou a dizer que o guilherme tem toda a razão!!
    gostei da openião
    diana 5ªB
    gostei muito do blog e concordo com a diana!!
    débora 5ªB

  18. Guilherme diz:

    O video do cavaleiro está espectacular!!!

  19. Guilherme diz:

    A história das canetas está muito gira!

  20. André 5ºB diz:

    Adorei o video do trage do cavaleiro!
    Fico atento para mais uma curiosidades!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s